Tieta do Agreste


Adaptado Filme

A obra de Jorge Amado, já tão pródiga em figuras femininas, desde Gabriela a Tereza Batista, passando por Dona Flor, enriquece-se agora com mais uma, de cuja índole o leitor ajuizará pelas páginas deste livro. Chama-se Tieta, e Jorge Amado foi arrancá-la ao Agreste, onde era pastora de cabras, e trouxe-a para este melodramático folhetim, onde a faz viver, perante os nossos olhos, a vida trepidante em que se lhe traduziu a seiva impetuosa que trazia do povo. Não é por culpa sua que Tieta se vê envolvida nos dramas e nas contradições deste nosso mundo, dramas e contradições onde há tanto de trágico como de grotesco. Não é por culpa sua, nem por culpa do autor, que daí lava as suas mãos. O mundo é que é, e o escriba limita-se a narrar o que lhe contaram, prevenindo desde logo que não assume qualquer responsabilidade… Mas não deixa de convidar o leitor a tomar posição e a elucidá-lo, se disso for capaz…



Saiba Mais


FICHA TÉCNICA

Título Original: Tieta do Agreste

OutrosTítulos: 

Etiqueta: Adaptado a Filme - Endereço Web: https://pt.wikipedia.org/wiki/Tieta_do_Agreste_(filme)

Colecção: 

Série(s): 

Inf. Web: https://pt.wikipedia.org/wiki/Tieta_do_Agreste

Tieta do Agreste é um romance do escritor brasileiro e baiano Jorge Amado, publicado em 17 de agosto de 1977. O livro apresenta uma situação dramática clássica: a de uma adolescente que denunciada por sua irmã Perpetua a seu pai Zé Esteves de suas aventuras e liberdade recebe uma surra de cajado, e é escorraçada de casa pelo pai. Depois de mais de 25 anos ela volta rica e poderosa para cidade de Sant'Ana do Agreste. A sua volta estão típicos representantes do interior baiano, lutando pela sobrevivência, defendendo ou resistindo a preconceitos, almejando pequenas ambições e que compõem um painel vivo dos conflitos e consequências provincianos que antecedem a chegada de sinais do progresso.

Adaptações

Autor brasileiro mais traduzido no exterior, Jorge Amado teve várias obras adaptadas para cinema, televisão e teatro, incluindo Tieta do Agreste.

Em 1989 a TV Globo apresentou a telenovela Tieta, com direção de Reynaldo Boury, Ricardo Waddington, Luiz Fernando Carvalho e Paulo Ubiratan, tendo Betty Faria e Cláudia Ohana no papel-título e Joana Fomm como Perpétua.

Em 1996 foi realizado o filme Tieta do Agreste, baseado no romance, dirigido por Cacá Diegues e com Sônia Braga e Marília Pêra nos papéis de Tieta e Perpétua.

Tieta do Agreste

 

 

Língua
Português
Ano de Edição
1970-1979
Gênero
Ficção
País do Autor
Brasil