O Mundo se Despedaça


BEST-SELLER

O mundo se despedaça conta a história de um guerreiro chamado Okonkwo, da etnia ibo, estabelecida no sudeste da Nigéria, às margens do rio Níger. O momento que a narrativa retrata é o da gradual desintegração da vida tribal, graças à chegada do colonizador branco. Os valores da Ibolândia são colocados em xeque pelos missionários britânicos que trazem consigo o cristianismo, uma nova forma de governo e a força da polícia. O delicado equilíbrio de costumes do clã vinha sendo mantido por gerações, mas então atravessa um momento de desestabilização, pois os missionários europeus e seus seguidores, africanos convertidos, começam a acorrer às aldeias de Umuófia pregando em favor de uma nova crença, organizada em torno de um único Deus. A nova religião contraria a crença nas forças anímicas e na sabedoria dos antepassados, em que acreditam os ibos. Além disso, os homens brancos trazem novas instituições: a escola, a lei, a polícia. Okonkwo, o mais bravo guerreiro do clã, é dos principais opositores dos missionários, mas ele não contava com a adesão à nova crença de muitos de seus conterrâneos, vizinhos e companheiros de aldeia. Entre eles está ninguém menos que seu primogênito, Nwoye. Também aderem à religião do homem branco aqueles que foram marginalizados pela sociedade tradicional, os párias ou osus, as mulheres, os jovens sem perspectiva. Como escreve o diplomata e estudioso das literaturas africanas Alberto da Costa e Silva, no prefácio ao livro, o romance de Achebe é uma das obras fundadoras do romance nigeriano contemporâneo. Segundo ele, o livro ""narra a desintegração de uma cultura, com a chegada do estrangeiro, com armas mais poderosas e de pele, costumes e ideias diferentes"". Mas, para o ensaísta, Chinua Achebe, que escreve em inglês,""é cidadão de uma Nigéria criada pelo colonizador"" e sabe que a ""História não é boa nem má, nascemos dela, de seus sofrimentos e remorsos, de seus sonhos e pesadelos"". O romance é considerado um dos livros mais importantes da literatura africana do século XX e fundador da moderna literatura nigeriana. Foi publicado originalmente em 1958, dois anos antes da independência da Nigéria. Primeiro romance do autor, foi publicado em mais de quarenta línguas.



Saiba Mais


FICHA TÉCNICA

Título Original: Things Fall Apart

OutrosTítulos: 

Ano de Edição: 1958

Etiqueta(s): BEST-SELLER

Colecção: 

Série(s): 

Vendas: 11 milhões de exemplares.

Avaliação interna (1 a 5): 4

Inf. Web: 

Things Fall Apart (O mundo se despedaça BRA ou Quando tudo se desmorona POR) é um romance de Chinua Achebe, publicado em 1958 no Reino Unido.

Primeiro romance de Achebe, a obra foi lançada dois anos antes da independência da Nigéria e seria considerado um dos livros mais importantes da literatura africana do século XX e tido como fundador da moderna literatura nigeriana. Foi traduzido em mais de quarenta línguas e vendeu milhões de cópias mundialmente.

Durante séculos, o continente africano teve obscurecida a sua história e saqueados os seus recursos naturais. Em Things Fall Apart — o primeiro de uma série de romances sobre a vida nigeriana a partir de meados do século XIX — Achebe iniciou, em ficção, a sua versão dessa história. Nesta trilogia, Acehebe explora três períodos que ocorreram num século de encontros Anglo-Igbo: a chegada dos britânicos em Things Fall Apart; o período de estabelecimentos de regras coloniais, por volta da altura do nascimento do escritor, em Arrow of God; e os últimos dias do império em No Longer at Ease. Em todas estas obras, trata-se da perspectiva do protagonista Igbo.

Escrito em inglês, floreado com padrões de fala e provérbios nigerianos, o romance, cujo título imita um verso do poema The Second Coming, de William Butler Yeats.

Enredo

A obra reconta a história de Okonkwo, um homem da tribo igbo (sudeste da Nigéria), cujo vilarejo desintegra-se sob a influência britânica. Okonkwo é um jovem cujo pai não deixou qualquer herança, levando-o a ter de pedir sementeiras necessárias a começar a sua carreira como agricultor. O registo exige-lhe uma conversa geral antes de Okonkwo começar o seu negócio.

 

Ano de Edição
1950 - 1959
Gênero
Ficção
País do Autor
Nigéria
Língua
Português