A Primeira Chance


Abbi Glines já vendeu 200 mil livros no Brasil. Depois do sucesso das histórias de amor de Blaire e Rush, Woods e Della, a autora volta a Rosemary Beach para narrar o romance entre o playboy irresistível Grant Carter e Harlow Manning, a moça ingênua que roubou seu coração. Harlow é uma jovem incomum. Filha de um astro do rock, a garota bonita e inocente nunca se aproveita da fama do pai e prefere levar uma vida sossegada. Mas seus dias de tranquilidade terminam quando ele sai numa longa turnê de nove meses e ela vai passar esse tempo na Flórida com sua meia-irmã Nan. O problema é que Nan a odeia. Acostumada a ser o centro das atenções, ela morre de inveja de Harlow, que, além de ser a queridinha do pai, atrai os olhares masculinos por onde passa. Harlow não entende por que Nan a maltrata tanto, mas acha melhor se esconder atrás de seus livros e passar o maior tempo possível no quarto para não correr o risco de provocar sua ira. Porém seus planos vão porágua abaixo quando ela esbarra com Grant Carter de cueca na cozinha. Grant cometeu um erro terrível ao passar uma noite com Nan, sua ex. Ela conhece seus pontos fracos e sabe seduzi-lo, mas ele se arrepende por ter caído em tentação. E logo no dia em que conhece Harlow, a garota que faz seu coração acelerar. Grant está desesperado para conquistá-la, mas será que destruiu suas chances antes mesmo de conhecê-la? Só o que Harlow quer dele é distância. Afinal, que tipo de pessoa se envolveria com uma criatura amarga feito Nan? **** – O que você está fazendo? – perguntou ela. Sua respiração tinha se acelerado e seu olhar nervoso a fazia parecer um cervo assustado. – Só estou chegando mais perto. Você me dá vontade de chegar mais perto. Harlow respirou fundo e olhou para baixo, para nossos corpos, antes de voltar a me fitar. – Acho que amigos não fazem isso – disse ela. Eu a puxei para junto do meu corpo, segurando seu quadril com firmeza. – Não fazem. Mas eu também não penso nas minhas amigas como penso em você. Diga que não se sente atraída por mim. Diga que não deseja me tocar ou se aproximar mais. Se ela recusasse, eu me afastaria. Seria difícil, mas eu me afastaria. Daria a ela o espaço de que precisava. Eu só queria ouvi-la dizer que não me desejava, porque eu a desejava demais. – Não tenho certeza... Não acho... O que eu quero é irrelevante. Você e Nan... – Nan e eu terminamos. Não existe mais Nan e eu. Mas existe a chance de um você e eu. Mesmo que você não admita.



Saiba Mais


FICHA TÉCNICA

Título Original: Take a chance

OutrosTítulos: 

Ano de Edição: 2014

Etiqueta(s): 

Colecção: Série Rosemary Beach - Volume 7

Série(s): 

Avaliação interna (1 a 5): 3

Inf. Web: https://livroscomromance.blogspot.com/2017/12/resenha-do-livro-primeira-chance-abbi.html

Harlow é uma jovem incomum. Filha de um astro do rock, a garota bonita e inocente nunca se aproveita da fama do pai e prefere levar uma vida sossegada. Mas seus dias de tranquilidade terminam quando ele sai numa longa turnê de nove meses e ela vai passar esse tempo na Flórida com sua meia-irmã Nan. O problema é que Nan a odeia. Acostumada a ser o centro das atenções, ela morre de inveja de Harlow, que, além de ser a queridinha do pai, atrai os olhares masculinos por onde passa. Harlow não entende por que Nan a maltrata tanto, mas acha melhor se esconder atrás de seus livros e passar o maior tempo possível no quarto para não correr o risco de provocar sua ira. Porém seus planos vão por água abaixo quando ela esbarra com Grant Carter de cueca na cozinha. Grant cometeu um erro terrível ao passar uma noite com Nan, sua ex. Ela conhece seus pontos fracos e sabe seduzi-lo, mas ele se arrepende por ter caído em tentação. E logo no dia em que conhece Harlow, a garota que faz seu coração acelerar. Grant está desesperado para conquistá-la, mas será que destruiu suas chances antes mesmo de conhecê-la? Só o que Harlow quer dele é distância. Afinal, que tipo de pessoa se envolveria com uma criatura amarga feito Nan?

 

Língua
Português
Ano de Edição
2010-2019
Gênero
Ficção
País do Autor
Estados Unidos da América